Nos dias de hoje vivemos obcecados com poupança. As contas são muitas e extensas, e conseguir reduzi-las será uma grande ajuda para a economia da família. Descobrir novas maneiras de conseguir poupar é imperativo para as famílias, e são algumas as medidas que devemos instaurar em casa para transmitir aos mais novos.

Depois de saber como poupar no regresso às aulas, saiba como poupar em casa, ao reduzir a sua fatura da eletricidade.  Em casa, é a maneira mais fácil e acessível de poupar pois conseguimos gerir e controlar o que gastamos e no que podemos tentar poupar.

Através de medidas que vão ajudar na poupança, elaboramos um manual para levar em conta nos próximos meses e vai ver como começa a ter hábitos novos para uma poupança e reeducação da sua fatura de eletricidade.

Segue um manual com dicas básicas de poupança com o objetivo de reduzir os custos em sua casa:

 

11 hábitos simples para fazer a diferença na sua fatura de eletricidade

 

1- Comece pelas coisas mais simples, e sempre que possível, seque a roupa ao sol e ao vento. Uma vez que está a optar por um recurso natural em vez de optar pela utilização de uma máquina de secar, estará a aproveitar energia gratuita e a ser amigo do ambiente.

2- Desligar as luzes sempre que sai de uma divisão da casa. É uma questão de hábito! As luzes só devem estar acesas quando são necessárias, caso contrário desligar sempre.

3- Se estiver sozinho na sala a ler um livro ou no computador, ilumine apenas a zona que necessita em vez de iluminar toda a divisão. Ou, se não estiver a precisar de muita luz para alguma atividade específica, ligue apenas a luz de um candeeiro em vez da sala inteira.

4- No Inverno, abra todos os estores e cortinados para tentar aquecer a casa com a luz natural do sol. Se necessitar de algum isolamento nas janelas e portas, considere essa opção em vez de acrescentar um aquecimento. No Verão, o processo é inverso, deixe tudo fechado durante o dia para minimizar a entrada de calor e desta forma não ser necessário recorrer ao ar condicionado.

5- Quantas vezes já ficou com a porta aberta do frigorífico a olhar para ele, a pensar no que comer? Pois é, esse hábito está a sair-lhe caro. Decida logo tudo o que vai tirar do frigorífico antes de o abrir e mantenha a porta do frigorífico fechada, abrir e fechar o frigorífico é um dos maiores consumidores de eletricidade.

6- Já lhe aconteceu estar com pressa e querer descongelar algo para o jantar? Tente ao máximo não utilizar o microondas para descongelar alimentos. Tire os alimentos com algum tempo do congelador, e passe por água para acelerar o processo.

7- Não tenha receio e lave a roupa na máquina de lavar, a 40º em vez de 60º, vai ficar com a sua roupa lavada na mesma e apenas com esta pequena alteração, consegue poupar 55% de energia.

8- Sempre que estiver a cozinhar no forno, desligue o forno um pouco antes do final da cozedura. Além de, com esse tempo de antecedência, conseguir cozinhar na mesma o seu prato, estará a reduzir uma boa parte de eletricidade.

9- Sempre que for comprar novos eletrodomésticos, tenha preferência por eletrodomésticos que consumam pouca eletricidade. Basta estar atento à eficiência energética e escolha a classe A, que é a mais eficiente.

10- Vai passar o fim de semana fora? Não deixe os aparelhos eletrónicos em sua casa em modo standby pois vão continuar a gastar energia. É simples, antes de sair de casa deve desligar a televisão no botão e não com o comando, por exemplo. Caso esteja fora de casa mais do que três ou quatro dias, é preferível desligá-los da tomada para que não gastem mesmo nada.

11- Faça um estudo de mercado na Internet ou pelo telefone, consulte vários operadores e compare qual a melhor tarifa. Ainda, verifique se tem a tarifa certa e ajuste a potência elétrica da sua casa às suas necessidades pois poderá estar a pagar acima do que realmente utiliza.