Não há melhor forma de descobrir o nosso maravilhoso país do que indo pela estrada fora. Apesar de pequeno, Portugal tem uma infinidade de restaurantes com menus de comer e chorar por mais, esconderijos, lugares mágicos, monumentos carregados de História, paisagens deslumbrantes, e em cada um deles vai encantar-se com as vistas, onde pode tirar centenas de fotografias para mais tarde recordar.

Embora a oferta de percursos de comboio, avião ou autocarro seja suficiente para o levar aos principais pontos turísticos, são os que ficam de fora dos roteiros mais comerciais que escondem as maiores maravilhas. E só lá consegue chegar de carro.

Por isso, siga o conselho da Comunidade Schindler: verifique o estado do seu carro, ateste-o e faça-se à estrada de mapa na mão e rádio ligado, alto e bom som. Divirta-se com um dos roteiros que lhe deixamos abaixo!

 

4 Roteiros de carro para conhecer melhor Portugal 

 

De Norte a Sul pela costa fora

Portugal tem uma das mais bonitas linhas de costa da Europa – se não mesmo do mundo! Lembra-se que já falámos de algumas das melhores praias de Portugal? Pode encontrar várias nesta rota! Com areais mais extensos ou mais curtos, onde abundam os pedregulhos ou onde a areia é tão fina quanto o vento. Das arribas e escarpas aos longos areais, com maior ou menor ondulação e com cidades, vilas, aldeias e lugarejos de frente para o mar, há muito por onde escolher. A melhor forma de descobrir esta rota? De carro, claro.

Partindo de Caminha, quase na fronteira com Espanha, desça para Viana do Castelo e de lá para o Porto, a segunda maior cidade do país. Delicie-se com as francesinhas antes de passar para a margem sul do Douro e continuar a percorrer a costa. Vai atravessar Aveiro e provar as deliciosas tripas e os ovos-moles, descobrir Coimbra, a eterna cidade dos estudantes e da mais antiga Universidade de Portugal, e continuar até Peniche para apreciar as praias. Se tiver tempo suficiente, pode dar um salto de barco até às Berlengas, pequenas ilhas de encantar. Continuando viagem, desça até Lisboa e explore todos os recantos da capital do país, antes de atravessar o nosso maior rio, o Tejo, para a Margem Sul. Segue-se Setúbal e o seu delicioso moscatel e as praias agrestes e maravilhosas da Costa Vicentina. O Alentejo litoral desfila pela janela do seu carro, com o vento a agitar os cabelos e a maresia a encher a alma, e abre caminho às praias da Zambujeira do Mar, destino onde rumam todos os anos centenas de festivaleiros. Por fim, direto à ponta de Sagres, o Algarve menos conhecido, mas nem por isso menos encantador. Uma viagem inesquecível.

 

EN2: A “Route 66” portuguesa

Os 738,5 quilómetros da Estrada Nacional 2, ou simplesmente EN2, fazem dela a terceira maior estrada do mundo (só atrás da Estrada 40 da Argentina (5.194 quilómetros) e da Route 66 dos Estados Unidos (3.939 quilómetros), com a qual é constantemente comparada). A EN2 percorre Portugal de uma ponta (Chaves) à outra (Sagres), ao longo de 11 distritos, 8 províncias, 4 serras, 11 rios e 32 concelhos. Passa por algumas das cidades, vilas e aldeias mais bonitas do país e é cada vez mais considerada um roteiro turístico de excelência por si só.

Começa em Chaves, junto ao Alto Tâmega e merece uma visita à Torre de Menagem do Castelo Medieval, aos fortes de São Neutel e São Francisco ou à ponte romana de Trajano. Segue-se depois para sul, explorando Vila Real, capital de Trás-os-Montes e Alto Douro, situada nas famosas Escarpas do Corpo, uma bela paisagem natural com as Serras do Alvão e Marão ao fundo. De lá, conhecem-se Lamego, com a Igreja do Convento de Santa Cruz e o Santuário barroco dedicado a Nossa Senhora dos Remédios, e Tondela, desfrutando das belas paisagens da Serra do Caramulo e a uma região onde a agricultura e a produção vitivinícola são rainhas. Visite a Fonte da Sereia, que simboliza a Lenda de Tondela, e o Menir de Caparrosa. Siga para a Sertã e aproveite o verde profundo antes de chegar ao Rio Zêzere. Continuando para sul, chega a Abrantes, cidade tranquila e famosa pela doçaria regional, em especial as Tigeladas e a Palha de Abrantes. O percurso continua para Montargil, já no Alentejo, onde a barragem é imperdível para os amantes de desportos náuticos e o Fluviário de Mora para os curiosos das mais variadas espécies de peixes e outros habitantes marinhos. Pelo Alentejo abaixo ainda se desvendam Montemor-o-Novo e Almourol, com as suas paisagens deslumbrantes, monumentos e vestígios históricos e deliciosa gastronomia. O percurso da EN2 termina no Algarve, em Faro, dando-lhe a conhecer a zona antiga – tradição de famílias que viviam da pesca – e a mais recente, onde as habitações responderam à necessidade populacional, bem como um impressionante leque de praias onde vai poder descansar da longa viagem. Aproveite ao máximo!

 

Alentejo, Costa Vicentina e Algarve

Se o centro/sul do país lhe desperta mais a atenção que a metade norte, foque nele o seu roteiro. Vai atravessar a Estrada Nacional 1, a 120 e a 802, mas pode também aproveitar para conhecer trilhos menos percorridos e descobrir recantos encantadores.

Partindo de Lisboa e atravessando para sul do Tejo, demore-se na Península de Setúbal para conhecer as praias de Tróia e da Comporta, destino de eleição da classe alta do país. Percorra a costa à descoberta das praias mais secretas que fazem as delícias dos surfistas e das mais conhecidas, como as de Porto Côvo, Vila Nova de Milfontes e Aljezur. Está quase na ponta de Sagres e pode continuar a seguir a costa algarvia a partir daí, aproveitando para parar em Lagos, Faro, Portimão, Albufeira… e banhar-se nas águas paradisíacas de todas elas! Nessa altura, vai querer começar a subir novamente, e poderá visitar as pitorescas Mértola, Évora, Estremoz ou Vila Viçosa, aproveitando para parar nos seus restaurantes típicos e provar os pratos mais badalados da gastronomia alentejana, das açordas à carne de porco à alentejana, sem esquecer as migas, a sericaia e os fantásticos vinhos. Antes do regresso à margem norte, aproveite para dar um salto à Barragem de Montargil e, mais acima, aprecie o verde profundo do Parque Natural da Serra de S. Mamede, que certamente lhe levantará o espírito até ao fim da viagem.

 

Norte Glorioso

Se a sua viagem de sonho é o Norte de Portugal, não se preocupe, porque terá mesmo muito para descobrir! Partindo do Porto, que por si só tem tanto por explorar, siga para o interior e descubra Amarante e as margens do Tâmega. De lá, parta para explorar a região de Basto, de que fazem parte as localidades de Celorico de Basto, Mondim de Basto e Cabeceiras de Basto, todas recheadas de paisagens deslumbrantes. Daí, pode ir até Guimarães, berço de Portugal, visitar o Castelo e os outros monumentos históricos. Braga é a cidade que se segue e merece uma visita de dia ou de noite, quando as luzes iluminam as suas muitas igrejas e catedrais – não é à toa que é considerada a capital religiosa de Portugal. Não pode perder o Bom Jesus de Braga, que dá entrada ao Parque Natural da Peneda-Gerês, o pulmão do nosso país, onde pode fazer de tudo, desde caminhadas pelos trilhos de cortar a respiração até canoagem ou simples mergulhos no Rio Cávado. De volta à estrada, vá à descoberta de Castro Laboreiro e Melgaço, de Monção e Valença, tudo até chegar a Vila Nova de Cerveira e Caminha. Se não quiser passar para Espanha, desça pelo lado da costa, parando em Vila Praia de Âncora, Ponte de Lima, Viana do Castelo e Esposende. Até regressar ao Porto, ainda terá uma série de praias e de pequenas vilas e aldeias para descobrir. Não espere cansar-se de paisagens!