A primavera está à porta, o frio e a chuva estão a ir-se embora e começam a dar as boas-vindas aos dias mais soalheiros, as primeiras flores começam a brotar e as árvores começam a encher-se de folhas verdes resplandecentes.

É o momento ideal para sair do rebuliço da cidade e perder-se entre a tranquilidade, a harmonia e a sombra que as florestas do país vizinho oferecem. Embora Espanha seja famosa lá fora pelas suas praias, as suas florestas não lhe ficam nada atrás.

Em seguida, deixamos algumas sugestões de locais que o deixarão maravilhado, se os decidir visitar:

1. A floresta de Muniellos (Astúrias)

A primeira da lista é o maior carvalhal existente em Espanha. É o local ideal para encontrar a tranquilidade e passar momentos agradáveis em família entre os mirtilos, amoras silvestres ou a procurar o esquivo tetraz cantábrico.

Se mergulharmos nas suas profundezas, poderemos encontrar rios e lagoas onde habita uma fauna interessante. Por outro lado, se tivermos sorte, até poderemos avistar um urso pardo.

Ao olharmos para as suas fotografias, não é surpresa que esta floresta espanhola tenha sido declarada Reserva da Biosfera pela UNESCO.

2. Faial de Montejo (Madrid)

Muito próximo da Comunidade de Madrid, na Serra de Ayllón, é possível nos perdermos entre as sombras de uma floresta frondosa, húmida e repleta de beleza. Para além disso, é o local ideal para fugir das altas temperaturas da capital. A serra de Ayllón, ou maciço de Ayllón, é uma cadeia montanhosa da Península Ibérica que pertence ao Sistema Central e que percorre as províncias de Madrid, Guadalajara e de Segóvia.

Aqui, nesta floresta, existe uma lenda, que podemos contar aos nossos filhos, de que vivem fadas nas suas árvores e flores. Reza a lenda que estas fadas encantavam os seus visitantes para os transformar depois em lagartixas e pintarroxos, enchendo, assim, a floresta de música e de cor.

3. Selva de Irati (Navarra)

Embora estas florestas fiquem repletas de cores avermelhadas e acastanhadas no outono, quem passeia por aqui fica deliciado com o que vê, independentemente da estação do ano. Quando chega a primavera, esta floresta transforma-se num mundo de fantasia, no qual a beleza de cada recanto nos pode surpreender.

Se é amante de fotografia, não se esqueça de trazer a câmara fotográfica para captar os raios de sol que atravessam as poucas aberturas permitidas pelas frondosas árvores desta floresta espanhola.

Este é o local perfeito para trazer os membros mais jovens da família, já que possui 16 trilhos sinalizados, todos com menos de 10 quilómetros de extensão, os quais podem ser percorridos a pé ou de bicicleta.

4. Parque Nacional de Garajonay (La Gomera)

Juntamente com as suas maravilhosas praias, o seu magnífico clima durante todo o ano e a sua gastronomia a cerca de 1300 metros de altitude, encontramos esta fabulosa floresta de laurissilva canária (floresta de loureiros), que mais nos parecerá um dos cenários do Parque Jurássico do que uma floresta das Ilhas Canárias.

A característica neblina dos seus trilhos e toda a sua flora (laurissilva, faial-urzal, loureiro, barbuzano, vinhático, azevinho, pau-branco ou aderno) deixá-lo-ão enfeitiçado. Além disso, este parque possui uma vasta rede de equipamentos e de serviços, como um Centro de Visitantes, um Centro de Informações, uma vasta rede de miradouros, áreas de lazer, assim como uma rede de trilhos para caminhadas perfeitamente sinalizados.

Se decidir perder-se nos seus labirintos, não se esqueça de pedir para lhe contarem a lenda de Gara e Jonay.

5. Sierra de Francia (Salamanca)

Os seus carvalhos, castanheiros, azevinhos, áceres, tramazeiras e bétulas testemunharam os costumes de povos ancestrais e até hoje nos servem de refúgio das altas temperaturas que se fazem sentir na primavera e no verão. Para além disso, temos a certeza de que lhe apetecerá fazer uma paragem e comer castanhas junto de alguma lareira dessa localidade nessa altura.

E se se encontrar em Madrid, deixamos-lhe 5 sugestões adicionais para desfrutar em família. Para as conhecer, visite a nossa publicação no blogue https://blog.comunidadschindler.es/familia/actividades/5- actividades-al-aire-libre-en-madrid/

Que flores colher numa floresta para fazer um centro de mesa?

Decidiu mergulhar numa destas florestas com a sua família e filhos e quis trazer consigo um pouco da essência da natureza, como a sua fragância e beleza? Então, estas são algumas das flores ideais para escolher e fazer um centro de mesa. Esta pode ser uma atividade divertida para fazer em família. Para além disso, cada vez que entrar na divisão da casa onde estiverem colocadas as flores, será transportado novamente para esse mar de tranquilidade.

Ranúnculos. São as flores do romantismo por excelência. Possuem um formato muito idêntico às rosas, mas as suas pétalas são mais lisas, possuem mais camadas e estão distribuídas para dentro. As cores mais comuns são as claras e são ideais para fazer centros de mesa vintage com flores silvestres.

Amores-perfeitos. São flores perfeitas para centros de mesa com jarros ou peças de louça decoradas, pois a sua altura ultrapassa os 15 centímetros. Se a sua casa for fresca, estas flores são ideais, pois aguentam muito bem as baixas temperaturas.

Lírios. Também conhecidos como açucenas, são uma das flores mais belas e elegantes que existem no mundo. Possuem uma ampla variedade de colores, para além do seu cheiro ser inconfundível.

Papoilas. Estas flores silvestres são o símbolo da primavera, pois enchem os nossos campos quando as temperaturas começam a subir. A sua cor vermelha viva destacar-se-á com umas margaridas e um jarro de vidro, juntamente com algumas pinhas que possamos ter colhido durante o nosso passeio pelas florestas.